espírito do passado

este natal fui assaltado pelo espírito do passado (muito charles dickens...).
veio em forma de música e levou-me no tempo.
ao tempo em que tinha camisas aos quadrados coloridos, all stars e calças de ganga rotas.
tinha um fiat 127 ferrugento e estava no primeiro ano da faculdade.
as memórias não são boas nem más.
há matrecos, falta de dinheiro, amizades fora do circulo do suburbio, aulas para dormir, muita coca-cola para colocar nas prateleiras e alguma música nova.
esta era uma delas.
vinha numa cassete (sim... K7… pois… jurássico) que de um lado tinha pogues e do outro bob marley, musicas tiradas da rádio ou lá o que fosse.
É uma música de natal que usa palavras como slut, drunk tank e faggot, não fala no menino jesus nem no velho das barbas com renas e mesmo assim chegou ao nº2 dos tops ingleses em 1987.
o cantor é/era(?) um conhecido alcoolico de dentes estragados e voz grunge.
a cantora idem, mas já morreu e não convém falar mal dos que já partiram.
quero partilhar o espírito de natal e esta pode não ser a forma mais correcta mas para mim faz sentido.
boas festas


[d.r. google image search]

fragmento da música (copiar com a tecla do rato à antiga)

Fairytale Of New York -1987
Pogues (Shane McGowan & Kirsty MacColl)

It was Christmas Eve babe
In the drunk tank
An old man said to me, won't see another one
And then he sang a song
The Rare Old Mountain Dew
I turned my face away
And dreamed about you

Got on a lucky one
Came in eighteen to one
I've got a feeling
This year's for me and you
So Happy Christmas
I love you baby
I can see a better time
When all our dreams come true

They've got cars big as bars
They've got rivers of gold
But the wind goes right through you
It's no place for the old
When he first took my hand
On a cold Christmas Eve
You promised me
Broadway was waiting for me

You were handsome
You were pretty
Queen of New York City
When the band finished playing
They howled out for more
Sinatra was swinging,
All the drunks they were singing
We kissed on a corner
Then danced through the night

The boys of the NYPD choir
Were singing "Galway Bay"
And the bells were ringing out
For Christmas day

You're a bum
You're a punk
You're an old slut on junk
Lying there almost dead on a drip in that bed
You scumbag, you maggot
You cheap lousy faggot
Happy Christmas your arse
I pray God it's our last

The boys of the NYPD choir
Still singing "Galway Bay"
And the bells were ringing out
For Christmas day


I could have been someone
Well so could anyone
You took my dreams from me
When I first found you
I kept them with me babe
I put them with my own
Can't make it all alone
I've built my dreams around you

The boys of the NYPD choir
Still singing "Galway Bay"
And the bells are ringing out
For Christmas Day

7 comentários:

polegar disse...

worten! nunca se viu nada assim!

tu de camisas aos quadrados às cores é a coisa mais sui géneris disto tudo... as letras estranhas já não me espantam, mas uma bela camisinha aos quadrados... medo...

polegar disse...

ah, e boas festas...

macaso disse...

Pogues...Pogues...tanto que se poderia dizer sobre os Pogues. A letra fala por si. O Natal também é isto (camisas aos quadrados incluidas...sabes...tive umas sapatilhas all-stars beringela. nada é por acaso).

colher de cha disse...

Meu querido, não imaginas o q esta música significa na mh vida. Nc sequer pensei q houvesse mais alguém q a partilhasse. Que bom é hoje sabê-lo.
A k7 dos Pogues era o q se ouvia nas viagens de carro qd era pequenina, Europa fora com os pais e irmão boneco. :) Traz-me boas recordações. Pogues e Dire Straits. Obrigada por me teres relembrado. A MUSICA É MESMO LINDA e costuma fazer-me chorar um bocadinho.

pinky disse...

iiiiiiiiiiiiiiiiiiii grande viagem que fiz agora.
´87? grande ano ... the beggining of all....

espanta_espiritos disse...

polegar: camisa aos quadrados e a vermelha era a minha preferida... imaginem... :D

macaso: ténis all stars sempre rotos e tirados do caixote do lixo uma dúzia de vezes a cada fúria da senhora minha mãe. cor de beringela era para meninas. azul sempre (outra cor que não preto sim...)

colher de chá: as minhas viagens não eram muitas mas a ida às 6.30 da manhã para o hipermercado na época de natal tinha outro sabor a ouvir isto.

pinky: em 87 eu tinha 14 anos e era... com frontalidade... um tótó... só em 1991 ou 1992 é que descobri isto e em 2005 relembrei. antes tarde que nunca :D

pinky disse...

hahahah exacto antes tarde que nunca, eu era 4 anos mais velha por isso tinha a obrigação de estar em cima da onda hashahahah metafóricamente claro está!