teatro da luz


teatro da luz . lisboa . 15.5.2006

já não via o céu daqui à algum tempo.
já lhe sentia a falta.
de gente "amiga".
trabalho de alma e de corpo.
descobrir novos limites.
está a fazer bem à alma.
obrigado pelo presente.

2 comentários:

polegar disse...

é inevitável, ao fumar o cigarrinho do intervalo nesse terraço, recordar os momentos idos de palavras decoradas, desesperos e gosto a felicidade na boca.
agora, para um novo ciclo, ainda que menos completo de palco, enquanto não volta, o trabalho da alma. o lavar. o abrir a torneira. o conheceres-te e não teres medo de ti. o expores-te. não te censurares. e descobrires em cada rosto (tão diferentes) algo de ti. porque somos todos humanos, todos pessoas. e temos o privilégio (e o dever) de estar em contacto com a terra e com a alma.
ainda bem que gostas. sempre achei que sim.
feliz aniversário... outra vez... e todos os dias :)

colher de chá disse...

que sejas feliz. leva um bocadinho de mim, pode ser? saudades dessa luz nesse teatro. saudades da tua luz no teatro. saudades.